• (11) 2131-4800/4123-3100 | SCPC: 08007074024 / 08007774024

CONSULTAS ONLINE

CÓDIGO    SENHA   

Parabéns São Bernardo do Campo pelos seus 465 anos!

São Bernardo do Campo, aos 465 anos, que se completam neste dia 20 de agosto, continua imponente, emergente e uma das cidades mais importantes da Região Metropolitana. Tem uma relevância econômica que supera até alguns estados brasileiros. Pela sua história, pela sua pujança, pelas suas indústrias, pelos seus comércios, pela sua população e seus trabalhadores, mais uma vez, registramos o nosso pequeno agradecimento a essa terra gigante.

O seu PIB (Produto Interno Bruto) - que é a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um período estabelecido -, de R$ 42,745 bilhões (dados do IBGE) é o maior da nossa região. A vizinha Santo André tem R$ 26,240 bilhões. E isso pra ficar apenas em aspectos regionais. Se formos comparar com estados brasileiros, a nossa São Bernardo tem uma soma maior do que o Piauí, R$ 39,148 bilhões; Sergipe, R$ 38.554 bilhões ou Rondônia R$ 36.563 bilhões.  O seu PIB contribui em fazer do Estado de São Paulo um dos mais ricos da Federação.

Por isso, é um grande orgulho falar de São Bernardo. Pela sua longa história e até aos temais atuais continuamos na torcida para a retomada econômica, que reflete diretamente em todos. A expectativa é de que a inflação e juros devam se estabilizar e com a recuperação, mais gente volte para o mercado de trabalho. Isso pode significar que mesmo com mais empregos e mais formalização, surjam novos investimentos.

Já no cenário político, tendo em vista as eleições neste ano, o mercado conta com um candidato que abrace uma agenda de reformas, mas não está claro que isso vá acontecer. Isso pode levar a estresse em câmbio, inflação e confiança dos consumidores e dos empresários. A indefinição eleitoral é uma fonte de incertezas, mas também pode se reverter para uma recuperação cíclica.

Esperamos que as expectativas sejam boas e que os investimentos aconteçam a partir do ano que vem, deixando para trás uma crise prolongada e um período político conturbado, no qual predominou a visibilidade da corrupção na iniciativa pública e privada. As redes sociais, mola propulsora das boas, e principalmente das más notícias, encarregou-se de dar à crise a sua real dimensão. Um efeito devastador e de difícil reversão, atingiu em cheio o consumidor final.

Todo o cenário macroeconômico reflete na nossa região e cidade, que são como um termômetro da economia, as primeiras a sentir os aspectos negativos, mas também as primeiras a sentir os efeitos positivos.

São Bernardo, já nas décadas de 1950/60, mostrava a franca expansão que viria pela frente quando recebeu a instalação das indústrias automobilísticas, foi projetada como a capital do automóvel.  Também ostentou o título de capital do móvel, com a produção de móveis pelos primeiros imigrantes europeus. A partir da década de 1980, uma nova configuração econômica deu chance ao comércio, que atraiu grandes redes de shoppings e de serviços. Hoje, continua pujante e emergente.

Valter Moura

Presidente da ACISBEC




<< Voltar

Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo
Rua do Imperador, 14 - São Bernardo do Campo - 09770-310 - SP - acisbec@acisbec.com.br
(11) 2131-4800 / 4123-3100
Imagem